quarta-feira, 19 de outubro de 2016

O que fazer com a colecção: guardá-la ou mostrá-la?

Do ponto de vista estrito para a conservação, o melhor será manter a colecção guardada nas condições ideais de luz, temperatura, humidade e escolha de materiais para a melhor conservação possível. Mas esta situação ideal é pouco compatível com a vontade natural de cada coleccionador de mostrar a sua colecção.

Se, num extremo, existe a conservação obsessiva das canetas existe, no outro extremo, o máximo de exposição dos exemplares aos olhos dos outros através de uma utilização diária Este assunto transporta-nos à nossa publicação sobre usar ou não os objectos de escrita que se coleccionam.

Conjunto de secretária que permite expor canetas

Nessa situação intermédia existem as colecções guardadas de forma a poderem ser exibidas, como em expositores com partes de vidro para permitirem a sua exposição.

Para além desta forma de exposição caseira, a alternativa será a participação em grupos de interessados que partilham informações sobre os seus objectos de colecção ou, nos países em que existe o hábito de tais eventos ocorrerem através da participação em “Pen Shows”.

Caixa fechada de canetas para Parker Duofold

Actualmente existe uma opção intermédia que permite conciliar as conservação da colecção e a exibição de canetas - a internet - a partir de blogues, fóruns de discussão páginas específicas nas redes sociais, etc.

Podemos então responder à pergunta inicial: guardá-la mas mostrá-a.


2 comentários:

  1. Para mim, o prazer está em apreciar a coleção. Alguém disse, em outras palavras, que devemos ter à mão, à vista, aquilo que amamos. Quando alguém entra no meu escritório (quarto de empregada adaptado), temo que me peça pra tocar nas minhas meninas. Como tenho três bases de mesa onde exponho seis canetas em uso, antecipo-me e vou descrevendo cada uma. Só apontando rss. A pessoa, diante da minha atitude, contenta-se apenas em olhar. As outras canetas, infelizmente, ainda não têm um lugar onde eu possa apreciá-las enquanto escrevo. Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo seu comentário. De facto, a colecção deve ser apreciada principalmente (quer esteticamente, quer no seu desempenho) pelo coleccionador/utilizador. Mas é sempre uma fonte de interesse para outras pessoas que a possam contemplar.
      A minha colecção passa a maior parte do tempo em armários e não exposta. A excepção são as 7 - 12 canetas que andam comigo no dia a dia em estojos. E as que vou mostrando aos poucos, aqui, no blogue.

      Eliminar